O meu blog.... Baby Love
Este cantinho é dedicado a todas as mães, pais, grávidas, avós e todos aqueles que vivem no "mundo dos bébés".

O blog aborda assuntos tais como saúde, comportamento, educação, sentimentos, gravidez, curiosidades e muito muito mais....

Aceitam-se sugestões, ideias e crónicas.

baby.love@sapo.pt


quarta-feira, 30 de maio de 2007

Gravidez na adolescência


Gravidez na adolescência
A adolescência implica um período de mudanças físicas e emocionais que é considerado, por vários autores, um momento de crise. Não podemos descrever a adolescência como uma simples adaptação às transformações corporais, mas sim como um importante período no ciclo de vida que corresponde a diferentes tomadas de posição sentidas ao nível social, familiar e também sexual.
A puberdade, marca o início da vida reprodutiva de rapazes e raparigas, sendo caracterizada por mudanças fisiológicas e psicológicas. Uma gravidez na adolescência provoca alterações na transformação que já vem ocorrendo de forma natural, ou seja, implica um duplo esforço de adaptação interna fisiológica e uma dupla movimentação de duas realidades que convergem num único momento: estar grávida e ser adolescente.

Será que estou grávida? Será que ela está grávida?
São muitas as raparigas e rapazes que já passaram por este tipo de experiência, sentindo certamente o mesmo pânico, os mesmos medos, tendo as mesmas dúvidas, as mesmas preocupações e partilhando a mesma esperança: “não passou de um susto”, ou “só acontece aos outros” e ainda “felizmente houve um engano”.
Se existiram relações sexuais desprotegidas e a menstruação não apareceu na altura em que deveria surgir, não vale a pena entrar em pânico, mas também não resulta fugir. Quer uma coisa, quer outra só causa mais angústia e preocupação! Deve sim, fazer um teste de gravidez o mais rapidamente possível, e aí, de acordo com o resultado, reflectir sobre o assunto e tomar as decisões apropriadas, sempre com o apoio de alguém em quem se confia.

Deu positivo, e agora?
Uma gravidez precoce não planeada implica sempre uma tomada de decisão. Independentemente da atitude que se venha a tomar, é importante procurar o apoio de uma ou mais pessoas para esta reflexão, de forma a conseguir lidar melhor com esta nova situação. Uma criança precisa de afecto, amor e disponibilidade durante vários anos, sendo por isso necessário avaliar de forma consciente e responsável as decisões a tomar.
Toma nota:
É importante não esquecer que existem muitos serviços que são anónimos, confidenciais e gratuitos (por exemplo: consultas de atendimento a jovens nos Centros de Saúde e noutros locais, linhas telefónicas de apoio e encaminhamento nesta área, etc.) que podem ajudar os rapazes e raparigas nestes momentos mais difíceis.

Porque é que é tão difícil ser adolescente e estar grávida?
Quando se trata de uma adolescente, às mudanças emocionais e físicas são acrescidas questões de ordem psicossocial e ainda de falta de apoio, as quais podem tornar a gravidez numa experiência traumática, num problema emocional e de saúde e promotor de exclusão social.Numa mulher adulta, quando a gravidez é planeada, ocorre uma crise maturacional (transição) que implica mudanças significativas ao nível emocional e físico. Contudo, o facto de ter sido desejada a vinda de um novo ser,abre à mulher uma nova perspectiva da sua vida que é a sua dimensão de mãe.

Quais são as principais queixas apresentadas pela jovem grávida?
-Dificuldade na relação com os pais pelo surgimento da gravidez; algum desapontamento, culpas e acusações que poderão ocorrer aquando da chegada da notícia ou permanecer ainda por mais tempo;
-Dificuldade na relação consigo própria pela “necessidade” de integrar a gravidez e a expectativa da maternidade nos seus projectos e interesses de adolescente;
-Receio de possíveis alterações no relacionamento com o seu namorado;
-Dificuldade em conseguir gerir a relação com o seu grupo de amigos;
-Dificuldade em encontrar um espaço onde se sinta confortável para falar sobre os seus medos e dúvidas face à situação vivida.

Qual a forma de tornar toda esta situação mais fácil?
Se a família e as pessoas mais próximas da adolescente que engravida, forem capazes de acolher o novo facto com compreensão, harmonia e respeito, a gravidez tem maior possibilidade de ser levada a termo sem grandes transtornos e até de uma forma gratificante. A jovem deverá ser apoiada na tomada de decisões de um modo coerente, consciente e realista. O bem estar afectivo é muito importante para a jovem grávida e para o seu bébé, e uma vez que a gravidez se faz a dois também o jovem pai deve ser ouvido na tomada de decisão.
É importante também criar condições para a expressão de sentimentos em relação a si própria e à sua gravidez.
A adolescente tem necessidade de exprimir e partilhar sentimentos sem se sentir julgada, ser entendida pelos outros e sobretudo ter uma base de conhecimentos que lhe permita viver a maternidade e aceitar as mudanças corporais que são inerentes ao seu estado.
Para além disso, deverá ser conduzida à compreensão da gravidez inserida num programa de cuidados pré-natais adequados.
A gravidez na adolescência é, portanto, um problema que deve ser levado muito a sério e que não deve ser subestimado nem por adolescentes, nem por educadores e professores. O rapaz e a rapariga devem ser estimulados a pensar e a viver a sexualidade, não só como uma maneira de sentir prazer com as suas novas capacidades reprodutivas e sexuais, mas também acompanhadas de um conjunto de responsabilidades perante si e perante a sociedade em geral.
É possível continuar a sair com o grupo de amigos e a namorar, mas de forma diferente.

A gravidez não torna os adolescentes adultos de uma hora para a outra e deve ser evitada e planeada.


6 comentários:

Anónimo disse...

ameiiiiiiiiii!

tudo o que precisava, estou fazendo um trabalho para a escola e todo o material que precisava e nao precisava encontrei.

meus parabéns!

Renata disse...

Bom...estou fazendo um trabalho para a escola para apontar todos os lados positivos e negativos da gravidez na adolescencia.Encontrei tudo o que precisava neste site...Meus parabéns..este conteúdo está otimo,m=mto completo e verdadeiro!

Obriigada@

Anónimo disse...

aain desculpa, mas na minha pesquisa eu precisava dos probemas com o bebe! e eu nao achei nesse site!

desculpe

Anónimo disse...

kra gostei estou com muito medo mais ta de bOa

Anónimo disse...

meu nome e estela.
estou fazendo um trabalho na escola e pro acaso axei esse site
me enteresei muito pelo conteudo
tenho 15 e tenho amigas que engravidaram sedo
e hoje vejo que isso esta se tornando cada vez mais comum.
adorei a materia e espero que continuem assim
um beijo enorme a todos.
thelinha20@hotmail.com

gracy disse...

oi e sou gracielle e adorei isso eu estou gravida e achei muito bom falar sobre esse assunto.
beijos obrigada

Volte sempre

Volte sempre
E comente...