O meu blog.... Baby Love
Este cantinho é dedicado a todas as mães, pais, grávidas, avós e todos aqueles que vivem no "mundo dos bébés".

O blog aborda assuntos tais como saúde, comportamento, educação, sentimentos, gravidez, curiosidades e muito muito mais....

Aceitam-se sugestões, ideias e crónicas.

baby.love@sapo.pt


quinta-feira, 3 de maio de 2007

Descubra o seu recém-nascido



Um bebé que acaba de chegar ao mundo pode fazer-lhe muitas surpresas ou pregar-lhe sustos desnecessários.

Cabeça deformada
Se o parto foi vaginal, é provável que a cabeça esteja um pouco deformada e inchada devido ao trabalho de parto. Não se assuste: regressará à normalidade dentro da primeira semana de vida. Também não se assuste se no primeiro dia de vida notar que os ossos do crânio estão como que sobrepostos (denomina-se “encavalitar”) e é normal.

A cabeça muito grande
É necessário que o seu tamanho seja maior do que o resto do corpo. E também que a cabeça seja a parte que mais rapidamente crescerá nos primeiros meses.

O pescoço
Ao nascer, o pescoço do bebé fica muito curto, como se tivesse “encolhido”. Isto deve-se à posição cefálica em que está no útero materno. Para impedir o aparecimento de fungos ou de infecções, é recomendável arejar a zona do pescoço, evitando que o queixo esteja sempre encostado ao peito.

Mãos e pés
Geralmente, tanto as mãos como os pés têm uma tonalidade azulada, e estão frios. Isto não significa que o bebé esteja com frio. Lembre-se que se os tiver quentinhos, pode estar com roupa a mais.

O umbigo
A sua higiene é muito importante para evitar infecções. Em cada muda da fralda, não hesite em levantar um pouco o clamp (a mola que segura o coto do cordão umbilical) e limpe bem em redor do umbigo, com uma gaze esterilizada e álcool ou com o anti-séptico indicado pelo neonatologista. O coto do cordão umbilical não arde nem dói ao bebé. Para conseguir uma cicatrização mais rápida, é melhor deixá-lo ao ar livre, colocando-o fora da fralda. Entre os 7 e os 12 dias, cairá. Se nesse momento vir alguma gotinha de sangue não se assuste. No entanto, se o coto tiver mau odor, ou a zona se encontrar avermelhada, vá imediatamente ao médico.

O ventre proeminente
É normal que nos primeiros dias os bebés sejam “barrigudos”, e isso não tem nenhum significado clínico.

Os membros flectidos
É frequente que nos primeiros dias o seu pequenito tenha os bracinhos e as pernas flectidas.

As orelhinhas
É possível que, após o parto, as orelhas tenham uma forma não convencional ou alguma parte dobrada. Não passa de uma simples questão de estética e depressa voltarão à sua posição normal. Um conselho: no momento da higiene deve limpar-lhe apenas o pavilhão da orelha, e nunca introduza nada dentro do canal auditivo.

Os olhos
Todos costumamos ficar maravilhados ao ver que o nosso bebé tem os olhos azuis… Mas a verdade é que muitos recém-nascidos têm-nos dessa tonalidade… que não é definitiva. Passarão muitos meses antes de conhecer a verdadeira cor dos olhos do seu filho.
Por outro lado, quando são inconfundivelmente claros, certamente que conservarão essa característica no futuro. Se notar que na parte branca dos olhos (esclerótica), o seu filho tem pequenos derrames, não se aflija: foram produzidos pelo grande esforço realizado durante o parto, e são transitórios.
Por outro lado, é normal que o recém-nascido tenha remelas durante os primeiros dias de vida. Isso não é uma conjuntivite… Devem-se à irritação que o nitrato de prata produz, quando se coloca ao pequenito nos olhinhos por prevenção, no momento do nascimento.

O nariz
Após o nascimento é habitual que se notem secreções nas fossas nasais, mas isto não significa que esteja constipado. E se espirar também não: é um simples reflexo.
A grande maioria dos bebés apresenta no seu nariz e na fronte, alguns pequenos quistos de cor amarelada e do tamanho da cabeça de um alfinete denominados milia, e que se produzem pela retenção de secreções nas glândulas sebáceas. Atenção, não devem confundir-se com pústulas; desaparecem após alguns dias.

A boca
Os lábios do recém-nascido costumam ser carnudos e as suas gengivas têm uma força que nos surpreende: é quem lhes permite uma boa sucção. E devido ao vigor com que sugam, podem aparecer algumas calosidades no lábio superior.
Não se preocupe. Soltam-se ao fim de poucos dias. Embora existam casos excepcionais de bebés que nascem com dentes, isso não acontece frequentemente. Se verificar uma espécie de pérolas nas gengivas, não quer dizer que sejam dentes: tratam-se de quistos esbranquiçados, que desaparecem dentro de poucas semanas.
Por outro lado, quando observar algumas manchinhas brancas coladas à língua, ao palato ou às gengivas, consulte o pediatra. Poderá tratar-se de candidiase, um fungo que embora não apresente gravidade, deve ser tratado adequadamente.

Hematomas
É natural que apareçam alguns “galos” na cabeça, produzidos durante o nascimento e devidos ao mecanismo do parto. Não se preocupe: é normal e depressa desaparecem.

Crosta láctea
Normalmente aparece no couro cabeludo do recém-nascido, e são crostas de cor amarelada e aspecto desagradável, mas “inofensivas”: não produzem nenhuma alteração. É aconselhável utilizar óleo para amaciá-las, se possível antes do banho. A boa notícia é que se soltarão sozinhas nas primeiras semanas.

O cabelo
Não existem regras fixas em relação à quantidade de cabelo com que um bebé nasce. A cabeleira pode ser muito abundante, ou rala e escassa. Isto não indica a quantidade de cabelo que o bebé terá no futuro.
Se poucos dias depois de ter nascido verificar que o seu bebé começa a perder cabelo, tenha calma: isso é totalmente normal. A queda costuma ser mais evidente na parte posterior da cabeça, devido ao roçar do lençol (é aquilo que se chama “peladinha”), mas também pode cair – a pouco e pouco – o resto do cabelo. Não se assuste; depressa aparecerá o cabelo novo.

A moleirinha ou fontanela
Os ossos do crânio do recém-nascido estão separados por alguns espaços membranosos chamados fontanelas. Uma delas, a fontanela superior, vulgarmente chamada moleirinha, situa-se na parte superior e dianteira da cabeça. Este espaço fecha-se muito lentamente, entre os 8 e os 24 meses.
Tenha em atenção que é normal que a fontanela tenha batimentos. No entanto, quando suspeitar que as fontanelas não existem ou se fecham antes de tempo, é muito importante que consulte o pediatra: se os ossos se soldarem prematuramente, impedirão o crescimento da cabeça.

Descamação da pele
Os recém-nascidos podem descamar-se desde o nascimento e isso ocorre geralmente em todo o corpo, porque progressivamente a pele do bebé terá de se renovar.

Pele
Ao nascer e durante as primeiras 48 horas, a pele tem uma cor rosa forte. Esta tonalidade vai-se normalizando com a passagem dos dias, tornando-se cor-de-rosa suave. Se a sua pele adquirir uma cor amarelada ou alaranjada, pode dever-se a uma icterícia (aumento do nível de bilirrubina no sangue). Quando verificar isto, faça uma consulta ao pediatra.

Meninos
Pode ocorrer que a pele do prepúcio fique colada à glande. Não necessita de fazê-la deslizar para trás, uma vez que se trata de uma fimose fisiológica, sem motivo para preocupações.
Se os testículos não desceram para as bolsas – o que deve suceder logo após o nascimento – é habitual que o façam nos primeiros dias de vida. O pediatra controla a presença dos testículos nas bolsas. Passado algum tempo (vários meses) se a descida não se verificar naturalmente, será necessário efectuar exames para determinar a sua existência noutro local, como no abdomem.
Nos primeiros dias, os testículos costumam ter um tamanho considerável. Isso deve-se a que o escroto está inchado pela acumulação de líquido (hidrocelo), mas poucas semanas depois, adoptará o tamanho normal.

Meninas
Se verificar que a sua bebé tem a vulva entreaberta, e que o clitóris e os pequenos lábios são demasiadamente grandes em relação ao escasso desenvolvimento dos grandes lábios, fique tranquila: é uma situação normal.
Também não se assuste se sair uma secreção pela vagina. Geralmente é esbranquiçada, mas às vezes pode ter um aspecto sanguinolento (chama-se pseudo-menstruação); é uma reacção secundária da gravidez, provocada pelas hormonas que a mamã passou à bebé durante a gestação.

Hábitos estranhos
Para evitar sustos, é bom saber que os bebés têm atitudes que são tão normais como inquietantes para as mamãs. Leia com atenção:
- É normal que o seu pequenito boceje muito, mas isso não implica que esteja com sono.
- Os soluços são característicos dos recém-nascidos, mas trata-se de um reflexo e é inútil tentar acabar com eles, porque se extinguem sozinhos (e nada de os assustar, por favor!).
- O choro é a sua única forma de comunicar as suas necessidades. Se ao chorar notar que o maxilar lhe treme, saiba que isso é normal.
- É possível que, quando o aproxima do peito, ele comece, desesperado, a sacudir a cabeça de um lado para o outro. Não tem nenhum problema. É que quando um recém-nascido fica com fome, não sabe esperar e fica muito impaciente.
- É frequente que ao tentar deitá-lo na alcofa ou no berço, o bebé se sobressalte. É simplesmente um reflexo chamado de Moro ou de sobressalto, totalmente normal.
- Os recém-nascidos são bastante ruidosos, e normalmente emitem sons estranhos ao respirar.

Sem comentários:

Volte sempre

Volte sempre
E comente...